FAKE YOUR DEATH BRASIL

Sua fonte oficial de notícias do My Chemical Romance reconhecida pela Warner Music Brasil

Especial Influências Musicais #3 – Michael Way e seu fascínio por britpop e Smashing Pumpkins

Na terceira matéria do especial de Outubro, trazemos algumas influências musicais do irmão mais novo dos Way, que ajudou nas inspirações musicais do My Chemical Romance com o decorrer dos anos.

Texto por: Emilie Mamedio
Edição por: Gabriela Reis 

Muitos de nós puxamos o gosto musical daqueles que estão próximos de nós enquanto crescemos, e para Mikey Way não foi diferente. Ele e o irmão mais velho, Gerard Way, compartilhavam mais que o parentesco e a irmandade, compartilhavam também o gosto pela música. Mal imaginavam os dois que mais tarde estariam compartilhando um palco juntos. 

Juntos, eles ouviam de The Smiths à Iron Maiden quando eram jovens, mas foi num show do Smashing Pumpkins que Mikey, que mesmo com apenas 15 anos, levou seu irmão mais velho, como conta Gerard numa entrevista para a Stereogum

Quando os Pumpkins fizeram a tour do Mellon Collie and the Infinite Sadness, Mikey me levou para o show no Madison Square Garden. (…) Eu gostava muito da banda, mas Mikey era tão devoto que os seguia para todos os lados, tinha ingressos para todos os shows.

E quando o entrevistador pergunta como que Mikey, o “irmãozinho mais novo” da família Way, havia conseguido dinheiro para os ingressos dos dois, Gerard admite que o irmão vendia filmes da Disney que só haviam estreado nas Filipinas, como por exemplo “O Caldeirão Mágico”, pelo eBay, fato que fez até com que um investigador particular quase prendesse Mikey na época, mas que por ser menor de idade, acabou sendo salvo.

Mikey também comentou numa entrevista para a Entertainment Weekly sobre o mesmo show dos Pumpkins no Madison Square, dizendo que ele e Gerard chegaram numa conclusão àquele dia: queriam ser como eles, e também queriam salvar a vida das pessoas.  

Por incrível que pareça Mikey nunca apareceu em nenhum show do MCR com uma camiseta do Smashing Pumpkins, mas em compensação, a camiseta da banda Anthrax se tornou sua marca registrada. Apareceu em muitos shows vestindo-a, tanto que se tornou a camiseta mais icônica do Way mais novo.

Divulgação


Outra banda que apareceu nas vestes do menino na época da Era Revenge foi a banda de rock alternativo britânico, Radiohead. Como fã de Thom Yorke e seus companheiros, Mikey mencionou a banda em seu twitter no ano de 2016 quando eles lançaram o álbum “A Moon Shaped Box”:

“Não consigo/não vou parar de escutar o Moon Shaped Box do @radiohead. Alguém está com o mesmo problema?”.

Foram bandas como New Order, Happy Mondays e Public Image Ltd, que instigaram Mikey a fazer música. Conseguimos notar as influências de Britpop/Rock Alternativo e New Wave nas músicas da Electric Century, que para quem não sabe, é a banda da carreira solo de Mikey junto com David Debiak. 

Agora que sabemos um pouco mais das influências que acompanham nosso querido Michael em sua trajetória como baixista do MCR e idealizador do Electric Century, podemos compreender melhor sua grande evolução como músico durante os anos.

Fiquem ligados nas nossas redes sociais para não perder as duas últimas partes do especial de influências musicais.

stay sane, stay safe.
xoxo, Emy.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: