FAKE YOUR DEATH BRASIL

Sua fonte oficial de notícias do My Chemical Romance reconhecida pela Warner Music Brasil

Mikey Way está muito além de um simples baixista

Conheça a trajetória do Way mais novo e descubra como ele se desvencilhou da imagem do irmão neste perfil de aniversário 


Texto por: Emilie Mamedio
Edição por: Ariane Santana e Gabriela Reis

Em 10 de setembro de 1980, nascia o segundo filho de Donna e Donald Way, Michael James Way. Algumas pessoas podem resumi-lo como irmão caçula do vocalista e quadrinista Gerard – mas ele é mais que isso.

O homem por trás dos óculos Paul Frank e camisetas da banda Anthrax mais tarde se tornaria aquele que deu nome ao My Chemical Romance a partir da obra de Irvine Welsh Ecstasy: Three Tales of Chemical Romance. O crédito do nome da banda vai todo para Mikey, que encontrou o livro no chão da livraria onde trabalhava. As palavras “Chemical Romance” grudaram em sua mente, e assim nasceu o nome da banda muito querida por milhares de fãs.

Mikey cresceu ouvindo música junto de seu irmão. A música sempre foi um ponto muito importante na vida de ambos; bandas como The Smiths, Blur e The Misfits eram admiradas pelos irmãos. 

Em uma entrevista para a Billboard, Mikey comentou que, desde adolescente, sempre quis fazer sua própria banda com um estilo similar ao New Order: com inspirações nos estilos   britpop e new wave. Anos mais tarde, , a ideia de formar uma banda veio a Gerard, que chamou Ray Toro como guitarrista e Matt Pelisser como baterista. . No entanto, ainda faltava um baixista para completar o grupo. A ideia se fixou na cabeça de Mikey, que largou a faculdade e se apressou para aprender a tocar baixo para se juntar a eles.

Considerando esse súbito esforço de Mikey, o baixista evoluiu em tempo recorde para se juntar ao My Chemical Romance; aprendeu muito mais rápido do que os outros integrantes, pois teve pouco tempo para aprender a tocar o instrumento e participar dos shows. 

A única adversidade encontrada em sua jornada foi o medo de palco, visto que Mikey era introvertido e quase sempre quieto – o contrário da persona de palco de seu irmão, que dominava o ambiente e levava o público à loucura. Esse obstáculo na vida de Mikey acabou acarretando uma série de problemas como abuso de álcool e substâncias tóxicas no período de sucesso do álbum The Black Parade.

Quando MCR anunciou seu fim, nem mesmo Mikey queria acreditar que tudo havia acabado. Quando surgiu a ideia de pôr um fim na banda, o Way caçula pensou que seria apenas uma pausa, mas logo se deu conta de que seria o ponto final. Foi um momento muito difícil em sua vida, mas não foi o fim de seu desejo de fazer música. 

Reunindo forças com David Debiack, amigo de longa data e vocalista da Sleep Station, a dupla criou a Electric Century, projeto focado numa pegada new wave tal qual Michael sonhava. No entanto, durante o processo de criação da música I Lied, Dave percebeu que Mikey não estava bem e o levou para a reabilitação, oferecendo a ele amplo suporte. 

Uma curiosidade é que a música “Let You Get Away” da Electric Century foi feita numa visita de Dave a Mikey durante sua recuperação, como ele diz à entrevista para a Billboard. Mikey está livre de seus vícios desde 2014, graças a ajuda de seu colega de banda e amigo.

A Electric Century lançou seu primeiro álbum, For the Night to Control, em 2017. Os singles foram sendo disponibilizados durante os anos paralelamente a músicas novas. Para aqueles que gostam da pegada anos 80, esse álbum é um banquete completo! Fizemos uma playlist com o trabalho completo da banda, confira a seguir:

Em abril deste ano, a dupla fez sua grande volta para trazer uma ótima notícia para os fãs: o segundo álbum da banda está para vir, e será acompanhado de uma graphic novel feita em colaboração com Shaun Simon, mesmo quadrinista que deu vida ao The True Lives of Fabulous Killjoys com Gerard Way. 

Estamos ansiosamente no aguardo do lançamento de “Electric Century” – o álbum e a HQ, ambos previstos para o outono de 2020.

stay sane, stay safe.
xoxo, Emy.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: